terça-feira, 19 de maio de 2009

Por vezes dou comigo a pensar no valor das coisas, de tudo o que vamos ganhando e perdendo ao longo da vida. Arriscaria a dizer que na maioria dos casos são as experiências menos boas que conquistam primazia no baú das memórias. Claro que existem excepções. Com muita facilidade se relegam para segundo plano as conquistas, as vitórias, o bom que se vai tendo. A questão é: mas porquê esta propensão? A resposta é tão simples, como complexa. São as experiências e vivências que vamos adquirindo que fazem de nós melhores ou piores pessoas. Seres sensíveis ou egoístas. Cada dia é uma surpresa. Nunca se sabe o que realmente nos espera, por muito previsível que tudo possa parecer. Defendo que se diga e se faça o que nos parece ser correcto, mesmo que o resultado dos nossos actos provem o contrário. Afinal, não sabemos o que nos guarda o dia de amanhã, nem tão pouco se ele chegará. A única certeza é a do agora. E agora, é isto que me apetece dizer/escrever! Amanhã, quando acordar, vou abraçar o dia e dar graças por vê-lo nascer, se assim for, se assim tiver de ser.


Até amanhã ou depois!

2 comentários:

MARIINHA disse...

Only:
Tens um prémio para ti no meu blog. Muitos beijinhos

HannaH Sophia disse...

permite-me discordar um bocadinho do que dizes: na maioria dos casos sao as experiencias importantes para o nosso crescimento enqnto pessoas que tem primazia no baú de recordações....umas sao más, outras sao boas...outras simplesmente sao, e por algum motivo, estao la.

(minha opiniao, sim?? )

beijinho!