quarta-feira, 13 de maio de 2009

Ando assim um pouco para o melancólica, o mesmo é dizer, um pouco mais parva que o habitual. Não me perguntem porquê, porque para responder teria de enumerar inúmeras coisas que NINGUÉM, além dos que me conhecem, iria perceber. De há uns meses para cá, a minha vida resume-se a 90% de trabalho e 10% de vida própria. Não sei se por opção, se por refúgio, se por algo que evito "verbalizar", mas esta é a mais pura das verdades. Sinto a vida passar por mim a uma velocidade alucinante, sem conseguir colocar um travão ou apanhar o comboio. E por muita consciência que tenha desta minha realidade, a verdade é que não sei se a quero mudar. Como costumo dizer: “enquanto trabalho não penso em porcaria!”. Mas sim, quero acreditar que um dia o meu dia chegará. Enquanto isso, viva o trabalho.

Saberei quem és amanhã
Trilharei este fado
Que a vida não é sã
Porque não estás a meu lado
.
Se tudo fosse como desejei
Nada seria o que é
Jamais me entregarei
Caminho pé ante pé
.
Um dia vou-te penetrar
Fazer-te correr em mim
Só temos que nos encontrar
Com a certeza que tudo tem um fim

Até amanhã ou depois!

10 comentários:

HannaH Sophia disse...

enqnto estamos entretidas nao pensamos, melhor dizendo e desculpa a palavra: em merda!!!

beeijo grande

Only Words disse...

HannaH, conseguiste "roubar-me" um sorriso. Porque eu costumo dizer mesmo que enquanto trabalho não penso em merda, mas achei que era mais delicado utilizar outra expressão! Beijooo

disse...

Faço minhas as palavras da Hannah. E sorri Only Words...sê feliz

Only Words disse...

Bê, às vezes por muito que se tente sorrir, parece que estamos petrificados. Mas isto passa, pode demorar, mas passa ;) **

Analog Girl disse...

Não te tornes workaholic rapariga, vá de curtir a vida!
:)

O meu reflexo disse...

Não me leves a mal estar a opinar, mas acho que, neste momento, estás como precisas estar Only Words. O teu dia chegará quando te predispores a tal. Mas até lá, esquece o travão que não colocas, o acelerador que não controlas. Deixa o comboio fluir...
Vais chegar onde queres ir, mas entretanto, saboreia a viagem.
Tudo de bom para ti!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Comigo passa-se o mesmo e já começo a ficar irritado. Preciso de respirar e não me deixam!

Only Words disse...

Analog, existem alturas da vida em que temo-nos de refugiar em algo que nos mantenha ocupados, sem pensar em algo que nos possa causar alguma dor ;)

Only Words disse...

O meu reflexo, bem-vindo ao meu cantinho :) O que dizes tem muito de verdade e de sentido, mas nem sempre conseguimos colocar em prática o que racionalmente pensamos. Digamos que às emoções por vezes "falam" mais alto ;)

Only Words disse...

Carlos, há momentos da vida assim, em que parece que o ar está saturado. Mas tudo passa, tudo!