sábado, 4 de julho de 2009

Pronto...já disse!

Cada vez mais me convenço que vivo num mundo que não é o meu. Sinto-me rodeada de hipocrisia, de gente mal formada, sem amor-próprio e ausente de valores éticos e morais. Como pode alguém julgar-se no direito de tecer considerações de outrem que não conhece, que não faz por conhecer e, ainda assim, teima em denegrir um Ser que tampouco se pode defender? É nestas alturas que me sinto impotente, por não poder agir. Não importa que falem, mas falem com verdade, com conhecimento de causa. Sinto em mim uma ira imensa. E sinto-a porque me custa ver sofrer aqueles que amo. Porque me dói a dor dos que em mim correm. Porque não consigo aparar as flechas impelidas em corpos inocentes, que apenas querem viver, amar e serem felizes. Pudesse eu gritar a beleza desses Seres, o amor puro e limpo que os une. Pudesse eu cerrar os punhos e deixar a raiva abalar quem cegamente não olha a meios para atingir um fim que se avista arriscado.


Até amanhã ou depois!

6 comentários:

Kitty disse...

Ignora linda, ignora ;)

Only Words disse...

Oh Kitty, se fosse assim tão simples, ignorar! A verdade é que não consigo ficar alheia a estas injustiças, ainda que não sejam comigo! Enfim....

S* disse...

Infelizmente algumas pessoas julgam precipitadamente. Ja o fiz e ja me arrependi. Aprendi a liçao.

HannaH disse...

acho que todos o fazemos e todos o sofremos na pele também...

um beijinho

Only Words disse...

S*, tu ainda tiveste a capacidade de te arrepender e aprender a lição, mas há quem não aprenda de forma alguma :S

Only Words disse...

Hannah, sim, é bem verdade! **