segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A vida é feita de encontros e desencontros. De sorrisos, de lágrimas, de regressos e partidas. Todos temos como meta alcançar a felicidade, porque assim, pensamos nós, viveremos de bem com tudo e todos. Acontece que o conceito de felicidade é demasiado dúbio, difere muito de pessoa para pessoa. O Homem é insatisfeito por natureza, quer sempre mais e mais, extravasando o limite do aceitável. Todos temos o nosso lugar, mas, de uma maneira geral, achamos sempre que esse lugar não é suficiente. E sim, há sempre alguém a querer ocupar o espaço que nos foi destinado, sem olhar a meios para atingir esse fim. É aqui que o início termina, exactamente no momento em que a ambição desmedida extravasa a consciência do real. Há que correr atrás do que se quer, mas sem atropelar quem segue a mesma estrada. No dia em que pisar alguém, em que for desleal, nesse dia deixarei de ser quem sou e não mais voltarei a sorrir e a olhar a vida de cabeça erguida! Lá diz o povo, no alto da sua sabedoria, "quem tudo quer, tudo perde!".

IMG DR

Até amanhã ou depois!

5 comentários:

@me@@@ disse...

Este post é muito verdadeiro, mas inconscientemente acabamos por nos esquecer destas verdades no decurso do nosso dia-a-dia! É pena...


:-)

PP_FANTASMA disse...

Sometimes, Life's a Bitch...
É só esse o problema. Mas concordo com a intenção. E está bem escrita:)

korrosiva disse...

As grandes verdades são como os livros de cabeceira, estão sempre à mão, mas nem sempre é o que nos apetece

beijinhoss ;)

Ana Sofia disse...

É bem verdade, devemos procurar o nosso caminho sem fazermos rasteiras aos outros!
Beijos

DIABINHOSFORA disse...

Nem mais, eu bem digo que gosto das tuas reflexões!

Beijinho